SEO do Google vs. Amazon SEO

SEO do Google vs. Amazon SEO

Nem todo SEO é criado da mesma forma. Da mesma forma que as ferramentas de buscas são diferentes, a estratégia de SEO de cada uma também deve ser ajustada para se adequar à plataforma que você está usando.

Mas antes, vamos entender de fato o que significa essas três letras e como podemos trabalhá-la no dia a dia. 

O que é SEO no Marketing?

SEO significa Searching Optimization Engineering, Engenharia da Busca Otimizada, em português. Um termo que representa o conjunto de práticas destinadas a melhorar o  posicionamento  e engajamento de páginas da web nos resultados de pesquisa orgânica. Quando montamos uma página da web baseada nas técnicas do SEO, dizemos que essa página foi otimizada e, portanto, ela terá um resultado maior nas buscas do Google ou, neste caso, da Amazon. 

Ou seja, existem duas formas de você atrair clientes: usando o tráfego pago para chegar lá com mais rapidez ou otimizar o SEO da sua empresa para alcançar resultados organicamente. 

Então, qual é a diferença entre Amazon e Google SEO? E como você pode fazer com que suas palavras-chave funcionem de maneira mais inteligente para cada um?

Glossário de SEO 

Ao longo deste artigo, você vai encontrar algumas palavras técnicas que podem te confundir. Por isso, aqui tem um glossário super rápido para te ajudar nessa jornada: 

Palavras-chave de front-end

As palavras-chave de front-end são aquelas que aparecem na primeira impressão que você tem de algo, no caso da Amazon, nos títulos, bullets points e descrição de um produto. Aqui, o objetivo é criar o conteúdo mais envolvente possível e melhorar o tráfego e vendas da marca.

Palavras-chave de back-end 

Já as palavras chaves de back-end não aparecem para o cliente, mas também servem para aumentar a visibilidade daquele produto na hora da pesquisa. Por exemplo, há muito espaço “oculto” para adicionar as palavras-chave de back-end e fazer isso permite que as marcas indexem todas as keywords mais relevantes para seus itens. 

Palavras-chave de cauda longa

Essas palavras-chave são geralmente formadas pelo uso de três ou mais palavras, criando uma pequena oração que representa uma busca mais personalizada. Por exemplo, se você está anunciando um livro que tem um título mais longo, não será apenas a palavra-chave “livro” que vai dar conta de entregar bons resultados, o ideal é especificar cada vez mais para, por exemplo, “livro de autoajuda” ou “livro de romance americano”. 

O processo de SEO 

A otimização com palavras-chave estratégicas ajuda a aumentar a visibilidade do seu conteúdo. Ao organizar o seu processo, é importante que você pense primeiro na mensagem e, em seguida, nas palavras-chave. Textos confusos não geram conversão, então sugerimos ter as informações mais importantes à mão antes de começar. 

Depois de estabelecer a base do seu texto, pensando primeiro na mensagem e depois nas palavras-chave, releia, mas agora com foco nas palavras-chave. Reúna uma lista das palavras-chave da mais alta qualidade e mais relevantes para o seu produto e conteúdo. 

Afinal, se você começar a escrever o conteúdo com foco nas palavras-chave, o texto pode começar a soar muito robótico e a voz da marca pode se perder neste caminho. 

Por este motivo, sugerimos primeiro que você crie um rascunho com a mensagem que deseja transmitir e algumas palavras-chave; em seguida, dê um foco intencional em palavras-chave para impulsionar a conversão. Onde você pode colocar palavras-chave que não forçam uma barra, mas ainda assim funcionam para o seu objetivo?

É importante levar em consideração a plataforma na qual você vai compartilhar seu conteúdo ao otimizá-lo. As palavras-chave em seu site da marca podem ser totalmente diferentes das palavras-chave que você usa na Amazon. 

Aqui, mostramos o que fazer e o que não fazer no Google SEO vs. SEO da Amazon:

SEO do Google

Há uma série de fatores que entram em jogo no Google SEO. Primeiro, o Google verifica o conteúdo levando em consideração todos os links externos e internos, imagens e metadados. As pesquisas de usuários no Google tendem a ser mais amplas, muitas pessoas usam até frases ou perguntas completas. Como resultado, o Google dá mais ênfase às palavras-chave de cauda longa. No entanto, a relevância textual dessas palavras-chave de cauda longa também é importante.

Amazon SEO

Por outro lado, a Amazon determina sua classificação de pesquisa com base em uma variedade de fatores, como relevância, integridade da página de detalhes, preço, classificações e muito mais. A relevância depende muito da estratégia de SEO, já que as palavras-chave têm mais peso na Amazon do que no Google. De acordo com o eMarketer, quase metade (46,7%) dos usuários da Internet nos Estados Unidos iniciaram pesquisas de produtos na Amazon, em comparação com 34,6% que foram ao Google primeiro. A Amazon não é mais apenas um canal para comprar itens essenciais do dia a dia, é também um canal para pesquisa e descoberta: os consumidores usam a Amazon como seu mecanismo de busca de produtos. A Amazon coloca mais ênfase em palavras individuais do que em frases-chave, pois os usuários da Amazon tendem a ter consultas mais específicas.

Dessa forma, toda estratégia orgânica da Amazon utilizando SEO pode ser resumida em um único infográfico:

Conforme você constrói sua estratégia de palavras-chave, considere como prioridade o exercício de ordenar a posição das suas keywords. Aqui tem um template para você conferir: 

Título: palavras-chave mais importantes

Marcadores: palavras-chave de segundo nível

Descrição do produto e palavras-chave de back-end: palavras-chave de terceiro nível 

Palavras-chave de back-end são cruciais para o Amazon SEO. É importante seguir as diretrizes de palavras-chave de back-end da Amazon sobre contagem e formatação de caracteres para garantir que sejam aprovados. Se eles não atenderem a nenhuma dessas diretrizes, os dados de back-end serão completamente nulos. 

As palavras-chave usadas aqui podem ajudar a aumentar a classificação do seu produto, ao mesmo tempo que mantém os marcadores e a descrição do produto claros e concisos para os consumidores. Use palavras-chave relevantes com as quais seu produto possa se relacionar em um nível mais amplo. Palavras-chave de back-end podem estar relacionadas ao uso do seu produto, produtos semelhantes ou outros produtos que podem complementar o seu.

Menos é mais

Uma grande semelhança entre o Google e a Amazon é que ambos desencorajam o “excesso de palavras-chave”, ou seja, o uso excessivo da mesma palavra-chave ou frase-chave em um esforço para aumentar a relevância. 

A Amazon, por exemplo,  recomenda manter a densidade de palavras-chave em aproximadamente 2% (número total de palavras-chave / número de vezes que a palavra-chave aparece = densidade de palavras-chave). É muito melhor adicionar alguma variedade às suas palavras-chave do que simplesmente repetir a mesma palavra-chave de melhor classificação ou qualidade.

No Comments

Post a Comment




Subscribe to the Macarta Newsletter